Cotidiano

Artesanato: a saga

Não é segredo pra ninguém que eu sempre adorei coisas hippies: pedrinhas, miçanguinhas, tiras de couro, brinco de pena, bla bla bla. Então, eis que surge uma ideia de uma tia: por que você não faz pra vender? Confesso que nunca pensei nessa possibilidade. E continuo sem pensar. Porque o que pode ser do meu gosto, pode não ser do gosto das pessoas.

Enfim, o caso é que fui. E comprei. E to fazendo. E é uma terapia. Mas pra conseguir as coisas… ai sim é uma saga. Comprei meus penduricalhos na Ladeira Porto Geral (travessa da 25 de Março), que estava caótica, como sempre.

Ladeira Porto Geral x 25 de Março ao meio dia de hoje. Este lugar é cheio pra sempre.

E é agora que entra a parte da saga: eu não faço A MINIMA IDEIA de onde comprar as coisas neste lugar. É sempre muita gente, as lojas são sempre tão parecidas e muitas vezes tem duas delas no mesmo prédio, ou uma num lugar, uma no outro, que parece que estamos entrando sempre na mesma loja. Isso sem contar que se comprar no atacado é um preço, no varejo é outro, que pra marinheiros de primeira viagem (tipo eu), torna-se uma via sacra. MAS, apesar do monte de gente, das várias opções que nos deixam malucos, é uma experiência divertida, que com certeza se repetirá.

2014-08-30 19.41.38
Coisas compradas da primeira…
2014-09-20 16.37.30
… e segunda vez, com coisinhas já feitas.

O barato de fazer isso é que é como se eu estivesse montando um quebra cabeça… Mas o resultado final será meio inesperado. E fora do padrão como os quebras cabeças normais.

=)

Um beijo!

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s